Governadora de Tóquio conhece o planejamento do legado dos Jogos Rio 2016

De posse das bandeiras olímpica e paralímpica recebidas no Rio de Janeiro, a governadora de Tóquio, Yurico Koike, disse que chegou a vez do Japão, país que sediará a próxima edição dos Jogos. Koike esteve reunida nesta segunda-feira, 19, com o presidente da Autoridade Pública Olímpica (APO), Marcelo Pedroso, para conhecer o planejamento do legado das instalações esportivas dos Jogos Rio 2016. “Apesar das dificuldades que parecem ter ocorrido, parabenizo pelo sucesso na realização dos Jogos Rio 2016”, disse a governadora, que estava acompanhada do cônsul Kentaro Kato, e integrantes da organização dos Jogos Tóquio 2020.

O presidente da APO explicou que cada edição dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos é única e que alguns conceitos podem não se aplicar diretamente na organização do evento em outro país, mas podem servir de inspiração. O conceito da arquitetura nômade, por exemplo, que prevê a transformação de instalações esportivas para outras finalidades, chamou a atenção da governadora de Tóquio. “ A transformação da Arena do Futuro em quatro escolas públicas é a imagem do que é sustentabilidade e uma mensagem forte para o mundo”, afirmou Koike.

Ao conhecer a Matriz de Responsabilidades, documento que define o ente governamental responsável pelos recursos e pela execução de cada instalação, a governadora de Tóquio disse que, entre os principais desafios dos japoneses, está a definição de quem vai arcar com o custo das obras. Segundo Koike, outra preocupação é o aumento dos gastos previstos para a preparação do evento, que estão acima do registrado na candidatura. “O que me abriu os olhos foi a participação do segmento privado na composição do orçamento”, disse ela, referindo-se à parcela de 60% de recursos privados no total da Matriz de Responsabilidades dos Jogos Rio 2016. “Expresso minha admiração pelo trabalho de vocês e parabenizo a todos”, afirmou.

Presidente da APO apresenta legado para governadora de Tóquio (Divulgação/APO)

Presidente da APO apresenta legado para governadora de Tóquio (Divulgação/APO)