Prefeitura do Rio anuncia esquema especial para os Jogos Paralímpicos

A Prefeitura do Rio anunciou nesta terça-feira, 30, o esquema de especial de atuação na cidade para os Jogos Paralímpicos Rio 2016. O plano de mobilidade terá dois serviços especiais de BRT, que funcionarão de 5h à 1h. O primeiro ligará o Jardim Oceânico ao Terminal Olímpico (Centro Olímpico), na Barra da Tijuca. O outro ligará Vicente de Carvalho, na Zona Norte, ao Terminal Paralímpico (Recreio dos Bandeirantes). A linha 4 do metrô terá embarque estendido até 1h na estação Jardim Oceânico. O embarque poderá ser feito com qualquer cartão Riocard, inclusive o Bilhete Único Carioca.

O Boulevard Olímpico do Porto Maravilha funcionará entre a Avenida Rodrigues Alves e a Praça XV. No local, os visitantes poderão assistir às principais provas paralímpicas em dois telões de alta definição. Na Praça Mauá ficará o Palco Encontros, com dois shows diários entre 8 e 17 de setembro (início da tarde e à noite).

No Boulevard do Ginásio Miécimo da Silva, em Campo Grande, haverá oficinas de oito modalidades paralímpicas – bocha, natação paralímpica, vôlei sentado, futebol de cinco, judô e tênis de mesa -; e aulas de basquete, futebol, badminton e tênis de mesa. As atividades começam no dia 7 e vão até o dia 18, das 10h às 17h30. Também haverá shows, como os de Valeska e Projota.


O esquema de monitoramento e fiscalização montado pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (SEOP) e pela Guarda Municipal (GM-Rio) para os Jogos Paralímpicos contará com 5 mil agentes.  A Comlurb terá uma equipe de 1.450 garis na operação de limpeza e remoção de resíduos do Parque Olímpico, áreas de competição de rua, arredores das instalações esportivas, Boulevares Olímpicos e pontos turísticos. O programa Lixo Zero terá 153 equipes de fiscalização durante os Jogos Paralímpicos.